Anão diplomático


República Futebolística do Brazil - Afiliada Rede Globo
República das Bananas
Bostil
Bandeira do Brasil
Brasão de Armas do Brasil
Bandeira Brasão
Lema: Nada Acontece - Feijoada
Hino nacional: O nome dela é Jennifer (versão 2019)
Hino Nacional Brasileiro (às vezes)

Localização de Bostil

Capital Rio de Janeiro (verão)
Buenos Aires (inverno)
Cidade mais populosa É Paulos (na estatística do IBGE), Pintópolis (de facto)
Língua Língua portuguesa,
Religião oficial Reclamacionismo (666%) - O país inteiro
Bundismo (50%)
Fudismo (90%)
Macumba (70%)
Espiritismo (50%)
Vagabundismo (2.000%)
Governo Ditadura democrática
 - Rei do Gado Bonoro
Independência  
 - de Portugal 7 de Setembro de 1822 (Nunca reconhecida) 
Heróis Nacionais Anitta, Neymar, Tiradentes, Zumbi dos Palmares, Dom Pedro I, Dollynho, Santos Dumont, Machado de Assis, Blanka, Jeremias, Lindomar, Pelé, Ayrton Senna, Morre Diabo, Capitão Nascimento, Carlos Alberto Brilhante Ustra, Sérgio Mallandro, Bira, Panicats, Velhinho que Comeu e não Pagou, Pai de Família, Bruna Surfistinha, Sou Foda, Coronavírus
Área  
 - Total 8.514.876,599 km² de pobres, tirando o Acre, os Estados Unidos do Sul e os ricos km² 
 - Água (%) 50
Analfabetismo (pop total - usuários da Desciclopédia - 99,99666 
População 210 milhões de escravos 25 milhões de Flangos, 25 milhões de Papas-Capim, 25 milhões de mestiços, 25 milhões de negros, 25 milhões de favelados miseráveis, 100 milhões de Carlas Perez, 5 milhões de aristocratas tupiniquins e 100 brancos. 
PIB per Capita R$ 600
(auxílio emergencial) 
IDH 999 para os ricos; -0,000 para os pobres 
Moeda Surreal (R$)
Fuso horário AZT+ (Acre's Zone Time)
Clima Quente no Norte, Frio no Sul, Seco no Nordeste
Website governamental facebook.com, twitter.com

Cquote1.svg Você quis dizer: Malandragem? Cquote2.svg
Google sobre Brasil
Cquote1.png Experimente também: Quinto dos Infernos Cquote2.png
Sugestão do Google para Brasil
Cquote1.svg In Brazil, there are three important things that you must know, the SAMBA, the MULATA and the BUNDA Cquote2.svg
Arnold Schwarzenegger sobre o Brasil
Cquote1.svg O Brasil é o único país em que os ratos conseguem colocar a culpa no queijo. Cquote2.svg
Brasileiros sobre Brasil
Cquote1.svg Meu!! Todo meu!! Cquote2.svg
Rede Globo sobre Brasil

União Carnavalesca Integralista do Brasil Futebol Clube (Bovespa: BRA69) é uma grande miséria em formato de plantação de banana, abacaxi, laranja, soja, cacau, café e cana de açúcar localizada na América Latrina. O país é considerado pelo mundo uma mistura de futebolistas, traficantes, mulatas semi-nuas sambando, mendigos por toda parte e apenas duas cidades (a floresta cheia de macaco e a favela cheia de rato), além de um porrilhão de políticos ladrões. Trata-se de um país onde a bagunça impera e tudo é resolvido no famoso "jeitinho brasileiro" que consiste em pequenas trapaças e métodos de driblar burocracias.

O Brasil é muitas vezes conhecido pela maldito nome nada verdadeiro de gloriosa "Terra da Boa-venturança" ou "Terra Abençoada" e o escambau a quatro, quando na verdade é uma terra amaldiçoada e da má-aventurança, um país de idiotas e desinformados que deveria ser descoberto pelos ingleses em 1607, mas como foi em 1500, causou muita dor de cabeça ao mundo porque os portugueses só queriam saber do pau e dos índios marombados.

História

 Ver artigo principal: História do Brasil

Povos nativos

Antes de qualquer europeu chegar no Brasil essas terras já eram habitadas por índios, eram mais de 100 tribos, mas só conhecemos apenas duas, os tupis e os guaranis, o primeiro virou um time de Juíz de Fora e o segundo um time de Campinas, ambos bem ruins, por isso os índios não são aceitos como povo genuinamente brasileiro se jogam futebol tão mal assim.

Esses índios brasileiros era conhecidos por sua preguiça. Nunca construíram qualquer pirâmide, nem mesmo escreviam ou liam qualquer livro, jamais ergueram qualquer prédio e obviamente nunca tiveram o desejo de construir grandes caravelas para viajar ao redor do mundo. A única coisa que sabiam era passar o dia inteiro na rede ou então se pintando e dançando, nada que os tornassem notáveis, tanto quer fora do Brasil ninguém os conhece.

Remoção da cobertura

 
Pedro Álvares Cabral e sua comitiva vindo visitar o carnaval brasileiro de 1500. Note os sambistas todos pelados, como o usual até hoje.

Lá pelos idos do século XV, os portugueses, totalmente grogues depois de uma noitada na Casa da Mãe Joana, lançaram-se ao mar em busca de novas terras. A empreitada inicialmente foi um enorme fracasso: apenas conseguiam nadar apenas por alguns quilômetros antes de contraírem câimbras e morrerem tragicamente. Preocupados com a possibilidade de mais mortes por afogamento (de ganso) procuraram outras formas de se aventurarem pelos mares bravios de antão.

O sucesso só foi obtido muito posteriormente, com a confecção de um gigantesco barco de papel, a partir da colagem de todos os jornais de Lisboa. Como medidas clonaram a arca de Noé, já que os direitos autorais haviam caído em domínio público. Conta-se que especialistas japoneses, peritos na arte do Origami, desembarcaram no Portugal para comandar a bem-sucedida empreitada. Foi assim que Pedro Álvares Cabral, famoso bardo (autor de vários sucessos como: "Ó gajo, cadê meu barco?", que alguns séculos depois foi adaptado para o cinema no filme americano "Dude, where's my boat?") entrou para a história.

O sistema de navegação sempre funcionou mal e devido a isso, Cabral desviou-se do caminho e acabou no Brasil. Logo que desembarcou, Cabral ficou confuso com o que viu: uma enorme treliça de palha cobria toda a terra. Curioso, Cabral mandou seus homens puxarem o cobertor (gastando alguns dias nesse processo) e jogou-a no mar, ficando caracterizado, portanto, o descobrimento do Brasil (mais tarde se descobriu que o cobertor foi feito por índios xenófobos muito primitivos que acreditavam que se eles não podiam ver o mundo exterior, ninguém poderia vê-los também). Cabral desejava fazer do Brasil um imenso palco para seus shows, mas infelizmente a Coroa portuguesa confiscou o Brasil, deixando-o na mão.

Ao avistar terras novas, Cabral decidiu parar para checar melhor o que havia aqui, e descobriu o petróleo, o ouro, a borracha, o cacau e logo pensou consigo mesmo: "Tenho que mamar um pouquinho" daí começou a achar os índios, primeiro sinal de vida no local e começou a maquinar seu plano de estupro do território Brasileiro de onde sairia o leitinho pra os Portugueses mamarem. Cabral então escravizou todos os índios e destruiu completamente suas civilizações, entupiu o cu de ouro, e voltou para Portugal para relaxar e gozar.

Encantado com os grandes paus que haviam em nosso país, Cabral aproveitou e junto com sua tripulação decidiram dar o cu por o nome de Brasil em homenagem ao Pau gigante que eles encontraram na floresta. O Português Brasileiro que é maior e mais robusto que o pau Brasil do português, daí então surgiu o nome BRASIL! Esse nome explica o porque 99,9% dos brasileiros são sensíveis.

Colonização

 
Um cafetão castigando seu empregado pois o mesmo deixou de produzir 500 quilos de café.

Ao que parece, esse país selvagem aparentemente carecia de importância para a Espanha por ser muito difícil de explorar com tanta selva, tanto índio canibal e tantos mosquitos. Por isso, mesmo que o Tratado de Tordesilhas tenha ofercido apenas o Rio Grande do Norte para os portugueses, eles acabaram ficando com o Brasil todo porque eram os únicos suficientemente prontos para explorar uma terra tão selavegm.

Inicialmente, os tuga exploraram as novas terras como puderam: brigou com os ingleses para que o ouro fosse primeiro para os cofres do Rei João, ele tirava dez por cento para ele e com o resto pagava as contas, até contratou um jardineiro e enfeitou Lisboa com palmeiras importadas, também contratou índias da casa da Jeanne para seus cabarés e inventou várias receitas com mandioca para seus restaurantes. Chegando alguns anos depois, as Tropas de Adolf Hitler trazendo avós alemães, Mafiosos Europeus e também trazendo avós Italianos pras criancinhas mimadas de hoje em dia.

Entretanto, o país vizinho, a Espanha, logo entrou com representação na EUFA (European Union Fucking America) criada pelos Ingleses mas que que os ingleses tem haver com isso? dizendo que Portugal não poderia explorar as novas terras se não pretendia povoa-las, e portanto, a posse deveria ser sua.

Contrariado, Portugal resolveu colonizar o Brasil e algumas comunidades Africanas, recorrendo, para isso, à Bíblia. Seguindo o exemplo de Noé, Portugal construiu uma grande arca de madeira, colocou mercenários de toda espécie, alguns políticos, ocorre que colocou um casal de cada espécie desses animais além de outros da Europa e da África e enviou ao Brasil.

Infelizmente a organização ficou um tanto precária, e devido ao cruzamento entre as várias diferentes espécies que estavam ali, quando o Noé tuga desembarcou no Brasil nenhuma espécie lembrava mais as que haviam embarcado originalmente, sendo daí, portanto, a explicação para a biodiversidade da etnia brasileira. Os habitantes originais também chamados de índios que restaram foram todos deportados para o Pólo Norte, onde fundaram comunidades e tornaram-se esquimós.

O Carnaval foi inventado pouco depois na tentativa de atrair bandidos para o Brasil, sendo relativamente bem-sucedido. Hoje o Carnaval é a 3° maior festa que existe no Brasil, logo atrás da Parada Gay e dos arrastões no Rio de Janeiro.

A Corte Portuguesa no Brasil

No início do século XIX, a Família Real portuguesa havia contraído muitas dívidas devido aos hábitos do rei D. João VI, um rei muito sacana e malandrão. Assim, decidiram imigrar para o Brasil devido à taxa de câmbio favorável, fugindo dos credores (a história desta imigração é mostrada no grande sucesso da teledramaturgia brasileira, "Terra Nostra, ó pá" e "Cine Privê").

A estratégia funcionou muito bem, e os credores ficaram impossibilitados de cobrar as dívidas judicialmente pois não havia relações diplomáticas entre Brasil e Portugal na época. D. João VI trouxe consigo muitos artistas de circo de província (entre os quais Dercy Gonçalves), contribuindo para o florescimento da cultura circense no Brasil.

Alguns anos depois D. João VI voltou à terra, pois já havia recuperado seu patrimônio investindo na Bolsa de Valores e poderia pagar facilmente as dívidas agora. O rei acidentalmente se esqueceu de levar seu filho, Pedro I, com ele (ou segundo alguns historiadores, esqueceu propositalmente pois o rapaz era infernal), ficando este tomando conta de alguns assuntos menores do reino.

Como o moleque ficou sozinho decidiu criar suas próprias leis, criando muitas saias justas para o "papi". A turma lá da Terrinha estavam encanados com ele e afim de manda-lo para PQP mas não podiam fazer nada, então começaram a arrumar umas guerrinhas para atormentar o pobre Pedrinho. Para se consolar o Pedrinho ia encontrar-se com a marquesa na cidade de Santos. Ela era uma espécie de "mãe da zona". Era a prostituta mor. Quando conseguiu agarrar o menininho não largou mais.

Independência do Brasil

 
D. Pedro I declara a independência às margens do Ipiranga.

Nunca houve Conta-se que D. Pedro I, após uma farta refeição regada a pratos feitos com repolho, pimentas e feijões estragados estava em sua habitual cavalgada diária às margens do rio Ipiranga quando um mal intestinal súbito o acometeu. Correu até a moita mais próxima e aliviou o peso que lhe dava uma dor de barriga forte. Após o ato pediu ao coitado do tenente, conhecido por sua falta de memória em razão da idade de 97 anos, folhas de Bananeiras para limpar-se, ao que o serviçal informou dizendo: "acabaram-se as folhas, e esquecime-me de trazer reservas, tens de limpar-se com as mãos". D. Pedro I, irritadíssimo bradou então, enraivecido: "Esse intendente é de Morte" Infelizmente - talvez para o Brasil, e por sorte de Portugal, os criados que estavam próximos entenderam isto como "Independência ou Morte!" e ao ser indagado, D. Pedro I não pôde corrigir a frase sob risco de ser motivo de chacota em notinhas de jornais e fofocas na Europa. Como Portugal já tinha roubado tudo o que tinham a roubar e como naquele momento o Brasil era só merda, os portugueses resolveram nem dar resistência e mandaram foder aquilo tudo. O quadro de Pedro Américo exposto no Museu do Ipiranga ilustra muito bem essa cena. É possível observar os cavalos atrás fazendo careta por causa do mau cheiro.

Composição do Hino

 
O rapaz alegre Pepeu Gomes, autor da música do Hino Nacional Brasileiro, por ocasião da nova interpretação do Hino Nacional pela cantriz Vanusa. Observe-se a posição correta das mãos ao se ouvir o Hino Nacional.
 Ver artigo principal: Hino Nacional Brasileiro

Com o negócio da Independência etc e tal, alguém achou que o Brasil deveria ter hino próprio e deixar de lado o "Samba do Português" do Trio Bola Preta, por sinal, um trio de choro, nada mais adequado para um país como o Brasil, mas, apesar de todas as vantagens, mudou-se o hino brasileiro.

O Hino Nacional Brasileiro, como todas outras coisas brasileiras é medíocre, bem infantil e repetitivo, e fala das principais coisas do Brasil. Foi composto por uma pessoa animada chamada Bernadete Dinorah de Carvalho, ou a popularmente conhecida Baby do Brasil e um rapaz alegre chamado Pedro Aníbal de Oliveira Gomes, vulgo Pepeu Gomes.

A letra do Hino Nacional é composta por rimas ridículas e sem sentido cujas estrofes estão incompletas e capengas, as palavras estão sem sentido e não têm qualquer analogia no texto, foram colocadas apenas para repetir os sons finais a pretexto de combinarem, ou seja, um perfeito texto brasileiro que todos devem saber de cor.

A letra do Hino Nacional começa e acaba assim:

Você precisa saber da piscina, da margarina, da Carolina, da gasolina, você precisa saber de mim. Baby, baby, eu sei que é assim, baby, baby....

Repete-se isto mil vezes com as mãos cruzadas sobre o coração, e acabou o Hino.

Essa música bem infantil, pueril, tola mesmo, é na verdade um plágio de uma canção inventada por acaso por uma criança imatura, que por respeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente só será revelado o seu nome em tempo oportuno.

O Hino Nacional Brasileiro deve ser cantado em ocasiões importantes e sem importância (como jogos de futebol e até em competições de curling), ou não cantado em situação alguma, ninguém vai perceber mesmo.

Império Brasileiro - Primeiro Reinado

Depois de "independer" o Brasil, Dom Pedro I tratou de governar de fato o país. Mas seu governo era formado por brazucas, e como todos sabem, brazucas são burros, tal como os tugas que lhes deram origem. Então Dom Pedro I passou boa parte de seu mandato (eterno) outorgando constituições e.... comendo! Sim, ele adorava comer. Mulheres da corte, como a Marquesa de Santos (Pelé), escravas, prostitutas, deputados, animais da fazenda, mais mulheres, e por aí abaixo. Ele contraiu de uma só vez, via sexo anal-oral AIDS, HPV, Herpes, Hepatite B + C, Gonorréia, Sífilis, EBOLA e até fimose.

Cansado de comer, e doente, ele tentou se apoderar do trono da terrinha lá na Europa. Mas todo mundo estava de saco cheio dele, e ele, inspirado em Jânio Quadros, abdicou em favor de seu filho, que nessa época ainda era um embrião na barriga de uma prostituta qualquer, o Pedrinho Segundo.

Império brasileiro - Segundo Reinado

Depois de um breve período de regência, em que Diogo Feijão se apoderou do Brasil, e que os gaúchos (Rio Grande do Sul) tentaram se separar do Brasil (prevendo o futuro fracasso da Nação), D. Pedro II subiu ao poder, com a ajuda dos liberais. No poder, ele ficou brincando de boneca, colocando ora os liberais ora os conservadores no poder (Os Democratas já estava no poder nessa época). O seu governo também era uma merda, ele puxou ao pai.

Mas um milagre veio, o café! O Café salvou os ricos o Brasil da miséria, sendo que eles nós nos transformamos o MAIOR exportador de cafézinho do mundo, além de banana, açúcar e várias coisas de alto valor agregado. Mas os cafeicultores paulistas queriam poder, e Geraldo Alckmin liderou o processo de proclamação da República, com a ajuda da Opus Dei, usando sua super dicção e seu discurso sobre moral e seriedade.

República Velha

Deram o golpe, aboliram a monarquia e transformaram o Brasil no que é hoje, uma República das Bananas onde a desordem impera e o progresso nunca vem. Deodoro da Fonseca, o primeiro presidente, era um eunuco e foi deposto depois de um malogrado golpe de estado. Floriano Peixoto (O ator!), o segundo presidente, queria desenvolver as indústrias, e foi deposto por banqueiros ingleses depois do desastre do encilhamento na Bolsa do Rio. Encilhamento que, como o nome indica, causou a queda dele e dos militares do cavalo (Ok trocadilho horrível, mas era o que tinha por hoje). Assim, encerrando a 1ª ditadura militar na recém fundada República dos Bananas. Depois, foi um montão de paulistas e mineiros, na chamada política do Goiabada-com-queijo.

A política externa só teve duas coisas dignas de esquecer: o jogo de empurra-empurra e "toma que o filho é teu", entre brasileiros e bolivianos, pela não-posse do Acre, que terminou em nada, pois ninguém conseguia se lembrar de onde ficava tal lugar, nem mesmo Judas que tinha perdido suas botas por lá; e a I Parada Gay Mundial, na qual a participação do país ficou só no envio de uma comissão de frente bem mixa mesmo, pois paulistas e mineiros ficaram muito tempo discutindo se deveriam enviar um Bloco Carnavalesco ou uma Escola de Samba inteira na sequência, e quando foram ver, a festa toda já tinha acabado. Mas ainda ficaram com umas sobras de fantasias e o chorinho dos barris de chope.

Essa esbórnia terminou porque além dos mineiros ficarem mamando nas tetas do Estado, apesar de serem criadores de vacas, os cafeicultores eram viciados em cafeína, e consumiam toda a porra da produção de café em capuccinos, mocaccinos e outras bebidas sofisticadas. Com a crise de 1929, o império do café foi derrubado... por...!

Era Vargas/República Populista

 
Situação política do Brasil na Era Vargas.

Getúlio Vargas veio porque todo país precisa de seu ditador carismático para engabelar o povo. A República Populista tem esse nome devido à grande contribuição da filósofa Sílvia Popovic que escreveu o tratado sobre como os populistas sãoe specialistas em dar esmolas ao povo e que se foda o resto.

Mas Getúlio estava com um problemão, porque os estadunidenses quebraram e não podiam comprar nosso café. Aí ele resolveu jogar todo o café no mar, e estimular a industrialização. Para isso ele deu um golpe de estado, usando como desculpa a tentativa de subida dos petistas ao poder, no Plano Sacha Baron Cohen. Mas aí o Brasil entrou na Guerra contra os nazistas e o eixo, e Getúlio foi deposto do poder por ACM e Jorge Bornhausen.

Depois de Vargas vários presidentes buscaram imitá-lo, cada um mais megalomaníaco que outro, vencendo essa distupa sobre quem é mais louco o Juscelino Kubitschek que ordenopu que construíssem uma pirâmide para ele no centro geográfico do Brasil que servisse de mausoléu, o Memorial JK, e para btal transferiu todo o aparato adminstrativo, legislativo e judiciário do Brasil para uma nova capital escondida no interior do Brasil, a cidade de Brasília que foi totalmente construída em moldes comunistas para alguns anos depois estar cercada das maiores favelas da América Latina.

Militares

"Regime militar" se você for passador de pano direitista e "ditadura militar" se você for esquerdista terrorista, não importa como você chame, de 1964 a 1985 o Brasil foi governado por militares. Fato é que no Brasil tudo é mesmo mal feito e nem uma ditadura militar souberam fazer direito. Pessoas sensíveis reclamam que sua música ruim foi censurada na rádio e que um ou outro criminoso foi torturado, mas não é preciso ser nenhum idiota para saber como foram incompetentes os militares brasileiro. Faltou um pouco inspirar-se em como foram as ditaduras em Angola. Mas enfim, fato que os militares durante seu regime/ditadura se focaram em dizimar a floresta amazônica, perseguir comunistas até em Tocantins, ignorar os militares da Argentina que estavam tomando um pau da marinha inglesa nas Falkland e ignorar completamente as universidades e deixá-las se tornar antros de maconheiros/feministas/ateus/filhinhos de papai e toda a escória da sociedade brasileira mimizenta.

Sexta República

Com o visível fim da União Soviética, os militares não eram mais necessários para defender o Brasil do comunismo, cansados desse país chamado Brasil os militares deixam o poder e em 1988 é assinada a sétima Constituição do Brasil em menos de 100 anos de república, talvez a Constituição mais mal redigida do mundo e com tantos artigos redundantes e desnecessariamente vinculantes que é capaz de garantir o emprego de um professor de direito constitucional pela vida inteira.

Assim que o povo brasileiro finalmente recupera a tão necessária democracia que por tantos anos quiseram, o que fizeram? Elegeram Tancredo Neves José Sarney (nossa, viva a democracia!).

A partir de então a corrupção se torna institucionalizada e diversos mecanismos legais passam a ser criados dia após dia para blindar cada vez mais os políticos do país para que façam a bandalheira que quiser. No Brasil passa a ser completamente constitucional os presidentes comprarem deputados (Mensalão), estocarem vento e oferecerem ozônio no ânus para curar coronavírus.

Geografia

 
Dia comum e ensolarado em São Paulo.
 Ver artigo principal: Geografia do Brasil

O Brasil faz fronteira com a Argentina, os Estados Unidos do Sul, o Peru, a Colômbia, a Vila do Chávez e com uns paisécos que a gente nem sabe que existe. Ah é, tem o Panamá! Mas ele faz fronteira? Já ia esquecendo do tal de a... a... a... Chile! (saúde). O Congresso Brasileiro aprovou uma lei que permite o governo construir um muro de 7 mil quilômetros de extensão para impedir a imigração de cubanos, argentinos, haitianos e outros povos primitivos de países pobres que fazem fronteira, no entanto está sofrendo com atitude semelhante tomada pelo governo dos Estados Unidos do Sul.

Por suas dimensões continentais o Brasil tem de tudo, menos neve e montanhas realmente altas, mas tem praias, deserto, floresta, mangue, pântano, cerrado. O Brasil tem até o Acre, que é uma fratura no espaço-tempo.

O Brasil respeitando suas tendências expansionistas, desenvolveu um Programa Espacial Brasileiro com pretensões de constituir territórios brasileiros na lua e o PROANTAR que criou a Antártica Brasileira, a região fria que faltava ao Brasil que quer ser igual à Europa quando crescer.

Separação do Sul

 Ver artigo principal: Estados Unidos do Sul

Em 2007, o Brasil estava começando a ficar preocupado com a crescente proliferação do homossexualismo na sua região sul. Ainda levando em conta que os três estados Paraná, Santa Catarina, e Rio Grande do Sul, custavam muito caro para serem mantidos. O Governo Lula havia criado o Bolsa Família exclusivamente para ajudar o povo do sul, principalmente quando Santa Catarina era destruída por furacões e enchentes. Praticamente era necessário o PIB de todos os estados do Nordeste só para sustentar o povo do sul.

Depois de muita discussão, o governo tomou a decisão de realizar um bombardeio nuclear nos estados do sul, e assim, exterminar de vez a epidemia.

A decisão foi vista como extremamente precipitada pelo então governador paulista Geraldo Alckmin, que dizia que essa separação seria prejudicial ao resto do Brasil, principalmente para a cidade de São Paulo, pois se o sul fosse destruído, não haveriam mais gaúchos para visitar a cidade na época da Parada Gay que é a atração turística mais popular da cidade, que atrai centenas de milhares de gaúchos todos os anos para lá, e eventualmente, a cidade iria falir.

Então depois de mais estudos, o Brasil decidiu apenas excluir separar o Sul. Vendeu para a Argentina por dois reaú, e na fronteira com São Paulo, construiu várias barricadas e campos minados para impedir que o homossexualismo avançasse para dentro do país novamente.

Mas a história não acaba aí não! Os sulistas iriam contra-atacar! Como vingança por terem sido excluídos, o povo de Santa Catarina conseguiu escorrer boa parte de sua água para o Rio de Janeiro matando mais de 500 pessoas. Isto é apenas ponta do iceberg de vinganças que os sulistas ainda estão bolando contra o Brasil.

População

 
Diploma criado pelo governo para todo povo brasileiro.

Segundo estudos antropológicos, sociológicos, filosóficos, geológicos, e da NASA a população brasileira é composta por povos advindos de outros locais, sendo eles: portugueses ladrões, índios preguiçosos, e negros burros, que encalharam na terra de Pindorama e não acharam a saída, e, acabaram cruzando entre si e só deu merda, gerando judeus sovinas, árabes desonestos terroristas, italianos mal-educados, chineses contrabandistas, baianos preguiçosos, cearenses cabeça-chata, paraibanos porteiros, quilombolas vagabundos, gaúchos viados, japonês de pau pequeno, paulistas filho da puta boçais, cariocas malandros, mineiros caipiras, comunistas de botequim, marombeiros viados, cristãos kardecistas, testemunhas de Jeová chatos, ateus de Facebooke por aí vai a gentalha que compõe a meta-raça brasileira, que não serve para nada. E como a meteção é praticamente um esporte nacional, o povo brasileiro se prolifera sem parar, sendo 211 milhões só em território nacional, mas se você visitar, sei lá, o Níger, terá um brasileiro lá falando alto e xingando pra caralho (modo como brasileiros se identificam e se encontram fora do Brasil).

A NASA estudou a alternativa de enviar brasileiros no lugar de macacos para o espaço sideral, por várias razões como política de boa vizinhança, proteger a fauna pois animais não morreriam caso o foguete desse chabu, economia pois macaco custa caro e brasileiro é de graça, mas os brasileiros falharam miseravelmente em todos os testes, até em apertar um único botão quando acendesse uma luz, saber a diferença entre acima e abaixo, ter noção de quantidade e direção, usar uma ferramenta simples, capacidade de comunicação simples, a única coisa em que foram campeões foi na preguiça e na burrice, os brasileiros perdiam para macacos em testes de QI, e pior, perdiam para minhocas em achar a saída de um labirinto, as minhocas acabavam saindo por acaso e os brasileiros nem isso, ficavam dando voltas e voltas no lugar onde eram deixados até morrerem de fome. Resultado: a NASA mandou um macaco para o espaço e iniciou a conquista espacial, já os brasileiros não sabem que o espaço existe.

Famosa mundialmente é a mulher brasileira, conhecida por ter bunda grande, peito pequeno e muitos, mais muuuuuiitos encostos filhos. É o país onde se usa mais silicone no mundo (nos seios das ricas e nas alças dos sutiãs das pobres). Devido a tudo isso, a maioria dos brasileiros é diagnosticada débil mental, pois suas mães não os amamentam bem. A mulher brasileira feia é uma das que mais sofrem no mundo porque existe muitas brasileiras gostosas para elas invejarem, não é tipo a Bolívia onde todas as mulheres são feias e não há a quem invejar. Para agravar a situação da mulher brasileira feia ainda mais, as brasileiras gostosas parecem não ter senso estético e ficam com cada homem esquisito de forma que o homem brasileiro (que esse sim é geralmente mais feio) fica com essa segurança de só querer mulher bonita.

Política

 
Polícia Federal encontrando o salário perdido de um político.

Se o que existe no Brasil que chamam de "político" realmente existem, então aí vai uma descrição: Primeiro, quero dizer que políticos brasileiros só podem ser mortos com estacas, alguns com alho, mas todos são resistentes ao odor de gases (puns, peidos) tanto que são capazes de ocultar cédulas de dinheiro não apenas na cueca, mas na racha das nádegas. Podemos acreditar que os políticos brasileiros são orcs de Sauron sob disfarce, apesar que alguns dizem que eles são Drácula e seus vampirozinhos em aposentadoria em um país tropical. Seus inimigos naturais são pessoas que apoiam atitudes anti-constitucionais (AI-5) e homens que são manipulados por suas esposas (ou seja: Roberto Jefferson).

O Comando Vermelho, também conhecido como "Governo do Brasil", ao lado do Primeiro Comando da Capital, também conhecido como STF, governa o Brasil com o auxílio da Rede Globo, do youtube, e do WhatsApp. De acordo com a sagrada Constituição que nunca deve ser questionada, o Brasil pode ser comandado por um governo corrupto e ter uma má gestão pública onde os políticos estarão mais preocupados com as festinhas com strippers e putas dentro de sua sede. Quanto ao Congresso Nacional que fecha esse "triunvirato" de patifaria, acredita-se que ele seja um pizzaria pois lá tudo acaba em pizza (São pizzas de calabresa ou peito de frango, com muito molho de tomate e algumas azeitonas, todas são servidas em porções de 3, a exceção é a de Clodovil que prefere de 4).

Mas sejamos justos em afirmar que existem alguns políticos que genuinamente desejam fazer do Brasil um local melhor para se viver, porém esta é uma tarefa muito difícil porque a burocracia faz qualquer um desistir de ser político para ser apenas palpiteiro na internet. O povo brasileiro também não ajuda muito, todos são muito burros e sem atitude, com certeza tem o governo que merece.

Subdivisões

 
Há várias formas de subdividir o Brasil.

O Brasil pode ser dividido de acordo com vários fatores (drogas, sexo, bandidagem), mas o país é mais classicamente dividido em 5 regiões:

  • Região Sul - Recentemente emancipada como Estados Unidos do Sul em 2007, é um lugar muito frio onde vivem os gaúchos, os catarinenses e os paranaenses que apesar de serem muito iguais entre si (frios e calculistas) odeiam quando são confundidos. O clima normalmente consiste em dias nublados e sem graça, embora de vez em quando haja um ciclone ou outro. Uma das maiores atrações naturais são as praias de água gelada e areia dura, não sendo possível tomar banho de Sol, mas dá pra mergulhar na água gelada, e sair com todo o corpo endurecido, menos o pênis, e depois que você sai da água, o vento te chicoteia com areia e te transforma em um banhista à milanesa. Por sua descendência alemã, esse povo são os mais racistas e é muito comum ver sulistas se achando os superiores, embora nunca consigam permanecer em suas terras e toda hora estão emigrando pro Mato Grosso.
  • Região Sudeste - Local onde se encontra a parte do Brasil mais conhecida no mundo todo e onde se concentra o que apenas seus próprios residentes definem como "civilização", apesar de uma favela carioca ser tão desgraçada quanto viver no meio da selva amazônica. É nessa região que estão os corações da economia brasileira, como o Rio de Janeiro onde vários turistas estúpidos descobrem como é divertido perder dinheiro para ver um monte de favelas, correr o risco de serem atingidos por uma bala perdida e ainda ser assaltado. E também a cidade de São Paulo, a Nova Iorque brasileira, inclusive com os engarrafamentos, a poluição, e o pessoal que veio interior, percebeu que cometeu um baita erro e mandou uma carta pro Gugu para participar do "De Volta pra Minha Casa". A única diferença é que Nova Iorque é cheia de chineses, enquanto em São Paulo tem um monte de japa. Há de se destacar a mais filhadaputamente grande cidade língua-presista do mundo, uma roça chamada Campinas com o seu centro universitário de baixíssima qualidade e que só forma pessoas completamente burras e imbecis que antes de se diplomarem não conseguiram ler livros escolares de gramática porque não gostam do mau cheiro dos livros da bibliotecas públicas, pois são obrigados a comer arroz e feijão todos os dias do mês e do ano e acabam vomitando no vaso sanitário por causa disso.
  • Região Centro-Oeste - Mato, muito mato, um mato chamado de cerrado e plantação de soja. Só há grandes fazendas de vacas magrelas e algumas poucas cidadezinhas turísticas como Pirenópolis e uns charcos alagados chamados de Pantanal. Criaram Brasília bem ali para ficar longe de tudo. Nessa região que nasceu Tiradentes, mas e daí?, tudo que esse cara fez foi ser enforcado.
  • Região Nordeste - Já tentou ser independente com o nome de "Equador", o que já denota a burrice local pois a Linha do Equador está bem longe dali. Atualmente tenta a independência na forma da República da Cabra da Peste. Este lugar tem areia, muita areia e muitos cactos. Todos que tentaram plantar alguma coisa, nem que fosse feijão no algodão, mas todos fracassaram vergonhosamente. Só tem gente no litoral mesmo, e a maioria só vem no verão, passar as férias.
  • Região Norte Essa é a região de florestas que ainda estão em processo de desmatamento. Mas não se preocupe, logo essa floresta chata cheia de bicho vai ser cortada fora ou vendida para os Estados Unidos e a Europa, e ser transformada em enormes fazendas e grandes indústrias, gerando mais trabalho escravo emprego no Brasil.

Economia

 
As altíssimas cargas tributárias no Brasil as vezes geram promoções inusitadas.
 Ver artigo principal: Economia do Brasil

A economia do Brasil, baseia-se na exportação de jogadores de futebol para a Europa, estima-se que a quantidade de jogadores exportados esta em torno de 1.339.568 por ano, movimentando uma verba a cerca de R$ 220.499.657,99. Nos últimos anos tem crescido a exportação de jogadores também para o Oriente Médio e para China. O segundo modo que o Brasil arrecada dinheiro é com europeus tarados a procura do forte turismo sexual brasileiro

Na agricultura antigamente se produzia no Brasil desde batatas até feijão carioquinha, mais devido a uma MP promulgado pelo então atual Presidente da República, com o aval do ministro da fazenda, foi proibida a produção de qualquer coisa que não for classificado como de utilidade pública. Dessa forma atualmente sóe xistem plantações de soja no Brasil. Devido aos escândalos interruptos no cenário político do país, só deu tempo de adicionar a cana-de-açúcar como outro produto de utilidade pública, por causa da cachaça. Está em andamento no congresso a adesão da beterraba, do repolho e da soja trangênica, mas com previsão de ser votada apenas daqui 2 anos. Brasileiros também apreciam muito o cultivo e uso da mandioca.

Na indústria, bom, só existem 5 indústrias no país, que geram uma ampla diversidade de produtos, sendo eles, bolas de futebol, camisinhas para o carnaval, palitos de dente, urnas eletrônicas e como não podia faltar, a famosa cachacinha.

No setor de serviços pelo menos o brasileiro brilha, mestre da mulambagem e da lábia, metade dos brasileiros são malandros que sabem vender, enquanto a outra metade são os otários a serem enganados. As principais profissões exercidas pelos brasileiros são: Traficante, laranja, muambeiro, decorador de barracos, advogado (por causa da propina), político corrupto, camelô, cantor retardado que faz Funk, vagabundo (melhor do que trabalhar é receber 1 salário mínimo do Brasil do governo), descíclope (já esta incluído no item anterior), cidadão comum de bem (o único honesto e fodido - e que recentemente querem dar arma pra ele), pagodeiro, funkeiro, prostituta (se você for mulher é claro), faxineiro, alcoólatra e mendigo

Turismo

 Ver artigo principal: Turismo no Brasil


Como tudo no Brasil precisa da mãozona do governo para mais atrapalhar do que ajudar, temos a EMBRATUR que se você prestar atenção serve pra porra nenhuma, ou então faz seu trabalho muito mal, porque o turismo no Brasil desde sempre é só potencial, mas nunca tem destaque internacional. No máximo tem uns argentinos em Florianópolis, uns alemães no Rio de Janeiro, uns franceses no Nordeste (e paraguaios, bolivianos, chilenos e haitianos nem pode contar como turistas porque eles vem morar no Brasil).

O turista fica com basicamente duas opções: Visitar uma floresta, que pode ser a Amazônia, o Pantanal ou alguma chapada, ou visitar um puteiro que são os melhores do mundo, seja na megalópole São Paulo ou na acanhada Paraty, nenhum turista se decepciona com as prostitutas brasileiras.

Infraestrutura

Educação

 
Brasileiro é um povo muito bem educado.

A educação no Brasil é pior do que a da África e frequentemente escutamos que países africanos estão humilhando o Brasil no tal PISA. Eu sou tão burro que nem sei o que diabos é PISA para poder explicar aqui, mas o que sei é que a África não tem dinheiro para construir escolas enquanto no Brasil tem escolas, mas são uma porra e as pessoas não tem vontade de frequentar, então é bem óbvio que a culpa são das escolas. As escolas no Brasil ensinam apenas um monte de coisa que ninguém nunca vai usar na vida, como fórmula de Bhaskara, além de obrigar adolescentes a lerem livros chatíssimos como aqueles do Jorge Amado que são legais só pra quem tem mais de 50 anos de idade. Intelectuais da área de educação e pedagogia, como a filósofa MC Mirella tem a solução para essa crise educacional quando ela foi para a porta da escola vestida de prostituta rebolar igual uma quenga falando "Gente, não estudem. Estudar não dá em nada, falando a verdade para vocês, nem percam o tempo de vocês", uma verdade irrefutável que resultou no sucesso da filósofa que foi até chamada para participar da Fazenda.

Como tudo no Brasil, teoricamente há educação de graça, as escolas públicas, mas na prática são apenas antros de formação de trombadinhas e gente infeliz, sempre com uma raríssima exceção de sucesso que aparece em programas dominicais com uma história de superação. Os professores de escolas públicas abusam moralmente e sexualmente dos alunos, o que os revolta e quando crescem, estes constroem barracos em volta da escola e a destroem assim que podem.

As universidades públicas brasileiras formam os piores profissionais do mundo porque mais da metade das matérias sempre são debates sociológicos para disseminação de técnicas de lacração, com a outra metade das matérias difundindo técnicas de retórica para mitagens. Dessa forma os alunos passam de 5 a 7 anos de suas vidas apenas trocando demagogias e aprendendo porra nenhuma de suas profissões. E ainda existe uma cota para negros, índios, deficientes, vagabundos, pobres, gays, ateus para a tristeza dos sulistas fãs de Adolfinho que na real não passariam nem se tivesse cota para eles.

Saúde

 
No Brasil a saúde é um direito de todos, por isso os hospitais lotam.

No Brasil há esse delírio coletivo de que eles são o único país do mundo que oferece serviços de saúde gratuitos para todos seus cidadãos na forma do SUS, mas estranhamente todas essas pessoas que se orgulham desse SUS deixam bem escondido o boleto do plano de saúde de 1000 reais que pagam mensalmente. Quem não tem dinheiro para plano de saúde vai se foder igual um norte-americano pobre porque por lá eles pelo menos tem a decência de não mentir que existe hospital público para iludir os outros.

De norte a sul, quando um brasileiro ouve falar de "hospital público" o que vem a cabeça são falta de médico, falta de medicamento, falta de ambulância, falta de UTI, pacientes nos corredores, filas que duram o dia todo e mazelas que fazem o hospital de campanha nas trincheiras da Alemanha de 1945 parecer um luxo.

Segurança

 
Brasil sendo perfeitamente retratado nos videogames, mais especificamente uma fase de Call of Duty: Modern Warfare 2. Nunca antes na história deste país os gringos conseguiram retratar o Brasil de uma maneira tão exata. Preste atenção na imagem: Cristo Redentor, Favela, Traficante, Metralhadora, Carro Queimando levantando fumaça, Explosões, etc. etc. etc...

No Brasil você pode cuspir no chão, mijar na rua, cagar na esquina de madrugada e se limpar com a bandeira nacional, andar seminu na rua e você não será preso! Pode até roubar, invadir propriedades, matar, estuprar, fazer atentado terrorista, mas se for em nome de uma causa socialista-comunista-nazista, não acontece nada com você. Para ser preso você também precisa ser pego em flagrante, caso contrário um juiz irá te julgar para você recorrer e então 5 juízes irão te julgar para você recorrer e então 11 ministros do STF vão te julgar para dizer que seu crime prescreveu porque já passaram 40 anos desde a primeira condenação.

Nesse país pode-se não saber de nada, comprar lixo, declarar boca de fumo, eleger e reeleger o Lula, o FHC, o Bolsonaro, ou qualquer outro bandido explorador, governar por medidas betuminosas (ou decretos puteirais), receber porrada, negar a própria vida, eliminar fezes, contratar mendigos como atendentes de telemarketing, fazer novelas com o dinheiro do governo, produzir CDs de funk, importar drogas da China sem imposto, cheiramento de pó, colocar só a cabecinha, etc etc etc e põe etc nisto. Está tudo permitido na Constituição.

A única prática que é proibida aos brasileiros é a postagem no Youtube de vídeos de putas celebridades fazendo amor em público numa praia de Cádiz, ir para a faculdade usando vestido rosa mostrando até o útero, ou pedir o fechamento do STF.

Diante dos fatos acima, qualquer um diria que este país é uma merda, no entanto, existem aqueles que o defendem, trata-se de uma meia dúzia de três ou quatro idiotas patriotas, que têm um bom argumento para serem tão ufanos: o Brasil é o único país em que se tem dois "direitos obrigatórios": votar e pagar imposto.

Transportes

Apesar das dezenas de rios o Brasil não tem um transporte hidroviário muito desenvolvido. Apesar do terreno plano ótimo para ferrovias o Brasil não tem um transporte ferroviário muito desenvolvido. Para o transporte de cargas o Brasil decidiu apostar numa solução mais simples: O caminhão. Não importa onde você está no Brasil, se você viu uma estrada ou uma rua, um caminhão logo vai passar por ali. Isso torna a economia do Brasil muito mais dinâmica, é muito mais fácil pagar 200 reais para um caminhoneiro do que pagar 200 milhões para construir uma ferrovia.

Vale lembrar que o Brasil dispõe do mais moderno metrô do mundo, o Metrô Oiapoque Chuí ligando Oiapoque a Chuí (que fica localizada nos Estados Unidos do Sul), sem paradas intermediárias. Durante o percurso, que é completamente subterrâneo, você conhecerá A FUNDO todo o Brasil. Vale lembrar que tal metrô é o que locomove mais rapidamente as pessoas da superfície até as plataformas, especialmente se você estiver passando pela Marginal Pinheiros na hora da baldeação. Vale lembrar também que o dinheiro usado na construção e na manutenção do metrô provém dos Estados Unidos do Sul, assim como Itaipu, que foi construída pelo Paraguai.

Energia

O Brasil possui várias fontes de energia. Podemos destacar, dessa vez com um marca-texto verde:

  • Usina de Itaipu: Maior do mundo até os chineses ultraparem isso, construída com o pretexto de gerar energia nuclear a partir das moléculas da H2O, na verdade era parte de um plano do governo militar que pretendia acabar com a Argentina, causando o alagamento do país quando as comportas da barragem forem abertas, transformando toda a planície vizinha na maior piscina do mundo; o problema é que esqueceram de colocar as comportas. Abandonado por décadas, o projeto foi desengavetado e o seu piloto, sem a usina, foi colocado em prática no Piscinão de ramos, no Rio de janeiro.
  • Pró-Alcool: maior projeto de obtenção verde de energia, sofreu grandes problemas após Jeremias consumir todo o estoque de cana-de-açúcar conhecido. Só foi retomado após a notória prisão do mesmo, noticiada em diversos tipos de mídia. Na verdade, foi retomado mesmo no governo Lula, por uma certa afinidade do presidente com a matéria-prima supracitada (FHC, Sarney, Collor, Itamar e Tancredo eram abstêmios)...

Cultura

 
O símbolo da cultura braisleira.
 Ver artigo principal: Cultura do Brasil

A cultura brasileira é uma confluência de bunda, feijoada, carnaval, futebol, putaria, BBB, fofoca e funk, sendo permitido ao brasileiro não gostar de apenas 1 dessas coisas, caso contrário o cidadão é excomungado, tem seu RG cassado e passam a viver em total ostracismo e eterna virgindade (caso dos otakus e metaleiros).

Segundo os gringos, o Brasil é um país maravilhoso, lugar de sexo barato e tudo de bom. Seria o melhor país do mundo se não fosse cheio de brasileiros vagabundos preguiçosos e ladrões que se acham espertalhões ao passar os seus vizinhos para trás e não quererem trabalhar nem um dia sequer. O principal traço cultural do brasileiro, além do bom costume de tomar 1 banho por dia, é a apacidade de driblar qualquer burocracia com uma técnica chamada "jeitinho brasileiro", também conhecida como "malandragem" ou "falcatrua". Um brasileiro que não saiba fazer falcatrua ele morre de fome aos 20 anos de idade, e se um brasileiro realmente não faz falcatrua é porque o seu pai fez muito e pode acumular dinheiro para sustentar o filho.

Esportes

O Brasil no esporte é uma baita desgraça, em todas Olimpíadas são sempre um sofrimento para ganhar um bronze e os atletas brasileiros são os mais frescos do mundo, ao invés de irem treinar ficam é reclamando que o governo não paga milhões para eles. Não existe um atleta de ponta do Brasil que não reclame do governo e só saiba ficar em último nas competições que participam.

O único esporte que o Brasil pratica com certa decêndia é o futebol, e mesmo assim já desaprendeu esse desporto desde 2002, a partir de então só passando vergonha no cenário internacional. Todo time de futebol brasileiro é falido e com dívidas impagáveis repletos de jogadores desconhecidos e os conhecidos são aposentados que esquecera de parar de jogar. A Seleção Brasileira, outrora orgulho nacional, é comandada por empresários e hoje ninguém sabe quem são aqueles caras jogando ali, vindo de Panathinaikos, Shakhtar Donetsk e essas porras que ninguém acompanha.

Culinária

O Brasil possui uma culinária bem diversificada muito caracterizada por uma evidente ausência de papilas gustativas na língua do brasileiro médio, porque todas refeições são estupidamente salgadas e todas as sobremesas exageradamente doces. E o brasileiro ainda tem a pachorra de achar sua culinária uma das melhores do mundo, quando fazem os turistas voltar pra casa com a língua dormente, hipertensão e diabetes.

O principal prato da culinária brasileira é a bunda, a avidez por sexo anal dos brasileiros é famosa mundialmente, e além de bunda a rabada ao molho madeira acaba sendo um prato muito apreciado.

Outras refeições muito comuns no almoço são a feijoada (feijão com restos de porco), o churrasco (só com sal grosso) e o miojo, sempre acompanhados de caipirinha com Caninha 51, e as vezes um torresminho de tira-gosto e no lanche da tarde um pacote de Batata Ruffles. Algumas comidas brasileiras são permitidas apenas em festas de aniversário, como o brigadeiro, e comer brigadeiro fora de festas de aniversário é considerado pelo dialeto brasileiro uma "gordice".

Por ser um país muito politizado, o café da manhã pode ser pão com mortadela ou pão com leite condensado, a critério do espectro político do cidadão. O café-da-manhã universal é rapadura com iogurte.

Algumas lendas da culinária brasileira são desmentidas assim que o turista chega no Brasil e descobre que, por exemplo, carne de piranha ao molho pardo não é nenhum prato, e que trabalhador defumado ao molho de 50 anos de trabalho também não é algo da culinária.

Religião

O Brasil tem cerca de cem besteiras religiões diferentes e cem mil desgraças religiões iguais. As piores maiores são:TeveGloBistas (99%), Budistas (0,01%), Bundistas (50% - toda a população masculina do Brasil), Emos (10%), Católicos fanáticos chatos (0,01%), Católicos não-praticantes, ou seja, sacerdotes (39,99%), Caóticos Apostáticos Românticos (2½¾‰%), Espíritas macumbeiros charlatões (20%), Macumbeiros (espíritas pobres) - (30%, mas 99,8% na Bahia), Evangélicos egoístas (10% ao mês), Testemunhas de Jeová, otários que te acordam as 6 da manhã (1%), Torcedores de times de futebol (90%), Marginalistas (150%), Vigaristas (2.500%), Wiccas (1%, mas 90% em Santa Catarina), Satanistas (1%, mas 100% os políticos), Pastafarianistas (1%), Ateus (25%), BolsaEsmolistas (69%), Prostituismo e Cornismo (50%, com maior concentração em Bayeux de 101%), Analfabetistas (100%), Pedofilistas (50% com concentração de fanáticos na Região Norte), Metaleiros (5%), Blogueiros (20%), Desciclopes (25%) e Otakus (2%).

O Brasil também possui milhões de asnos seguidores de seitas futebolísticas, sendo as maiores o Framenguismo (culto do Grande Urubu) e o Corintianismo. O número de seguidores dessas seitas sofre grandes variações sazonais, sempre perdendo adeptos para o Saopaulismo (vulgo Viadismo/Bambiismo), Santismo (vulgo Peixismo), Palmeirismo (vulgo Porquismo), Cruzeirismo, Gremismo e Coloradismo. Todos adeptos das ceitas futebolísticas tem seus bispos Ronaldo, Kaká, Robinho, e Ronaldinho Gaúcho, e seu grande papa Diego Maradona Pelé.

O folclore brasileiro é, aliás, o mais ridículo de todos, por isso nem existe religião para essas crendices. Tem o saci-pererê que é um moleque aleijado que só faz zoeira com os outros, tem a mula-sem-cabeça que representa a putice dos padres brasileiras e a promiscuidade da mulher brasileira, tem o curupira que é outra deformado, tem A Loira do Banheiro que é só um fetiche de pré-adolescentes, e assim por diante, passando por ET Bilu e Dollynho, só desgraça.

Música

 
Galinha Pintadinha, maior orgulho brasileiro na área musical.

Como no Brasil as pessoas tem preguiça de estudar, isso se reflete diretamente no estilo musical mais apreciado pela maioria dos brasileiros: O funk. Se batuques que até um chimpanzé consegue fazer ao martelar um osso de fêmur contra um pau-brasil pode ser chamado de música, então o funk é sim música. Esta música consiste no enaltecimento da degradação humana, na objetificação da mulher e na ostentação e sua característica mais marcante é conseguir ser fezes em formato de ondas sonoras.

Mas o Brasil tem outros estilos próprios e típicos, como o mais decente samba que incentiva mulatas seminuas a dançarem requebrando os quadris, estilo que deu origem ao pagode, música que pode ser tocada com batuques numa caixinha de fósforo e chinelas Havaianas e fala sobre malandragem e mulher.

No Nordeste o estilo mais presente é o forró que é um ritual de acasalamento local no qual homem e mulher devem esfregar as genitais uns nos outros na frente de um monte de gente enquanto dançam como se já estivessem procriando. Por isso o seu oposto é a música axé que consiste em sair dando porrada em micaretas e mijar no muro dos outros.

No interior do Brasil o estilo mais apreciado é o sertanejo universitário, uma evolução do antigo sertanejo de corno no qual o caipira deixou de ser corno pra se tornar um promíscuo filho da puta que passa a piroca em geral e está nem aí pra nada e não quer saber de amor, quer saber só de meter.

Agora entre os pedantes da música e os metidos a besta estão aqueles que se dizem fãs de MPB e Bossa Nova, mas qualquer retardado percebe como essas músicas são incrivelmente entediantes e ninguém realmente às escuta, apenas mentem gostar só para parecerem intelectuais.

O que se percebe, apesar de toda essa ampla variedade de estilos, é que a música brasileira é sempre sobre bunda e mulher.

Literatura

A literatura brasileira é aceita como uma das mais enfadonhas, entediantes e maltrapilhas do mundo, tanto que jamais qualquer brasileiro chegou sequer perto de algum Nobel da Literatura. É verdade que existem livros incríveis, como O Doce Veneno do Escorpião e Na Cama Com Bruna Surfistinha: Receitas de Prazer e Sedução, mas estes são exceções de uma biblioteca brasileira de milhares de livros impossíveis de ler mais de uma página sem cair em sono profundo.

Brasileiro não gosta de ler, gosta de vagabundear na internet. Quando um brasileiro lê algo, lê no máximo gibis da Turma da Mônica do Mauricio de Souza, cartilhas de conscientização do Governo, mangás, e quando realmente precisam ler um determinado livro, assistem o filme do livro, e se não tem o filme ainda esperam fazer o filme.

A vida já é uma desgraça, por qual motivo um brasileiro iria ler livros que só falam de desgraça tipo Grande Sertão Veredas e O Quinze?

Cinema

O brasileiro ama cinema, o Brasil é um dos maiores e principais mercados de Hollywood e todo brasileiro assiste vários filmes. E como a cultura nacional explora essa avidez do público brasileiro? Só lançando filme merda. A falta de criatividade do brasileiro é sim um fator determinante sobre porque só existe filme nacional ruim, mas o principal gargalo nesse aspecto é a Lei Rouanet, ou seja, pra fazer filme é obrigatório pedir esmola para o governo.

O resultado de tanta precariedade é que praticamente só existem três grandes sucessos do cinema nacional, o Filme do Batimã, o filme western Um Pistoleiro Chamado Papaco e o DVD do Ursos Grandes, Peludos e Mansos!

O Descitações possui citações de/sobre Brasil.
A Desciclopédia possui um livro sobre esse assunto em sua biblioteca: O que os Estados Unidos acham do Brasil?


O Deslistas tem uma lista sobre
Defeitos do Brasil
O Deslistas tem uma lista sobre
Motivos para ser brasileiro
O Uncyclomedia Commons possui uma categoria contendo várias mídias sobre Brasil


Ver também

  Brasil
HistóriaGeografiaDemografiaPolítica
SubdivisõesEconomiaMoedaTurismo
CulturaBandeiraBrasãoHino
  Conheça também a versão oposta de Brasil no Mundo do Contra:

 
América
v d e h

América Central: Antígua e Barbuda | Bahamas | Barbados | Belize | Costa Rica | Cuba | Dominica | El Salvador | Granada | Guatemala | Haiti | Honduras | Jamaica | Nicarágua | Panamá | República Dominicana | Santa Lúcia | São Cristóvão e Nevis | São Vicente e Granadinas | Trindade e Tobago


América do Norte: Canadá | Estados Unidos | México


América do Sul: Argentina | Bolívia | Brasil | Chile | Colômbia | Equador | Guiana | Paraguai | Peru | Suriname | Uruguai | Venezuela


Territórios: Anguilla | Aruba | Bermudas | Bonaire | Curaçao | Groenlândia | Guadalupe | Guiana Francesa | Ilhas Cayman | Ilhas Falkland | Ilhas Geórgia do Sul e Sandwich do Sul | Ilhas Turcas e Caicos | Ilhas Virgens Americanas | Ilhas Virgens Britânicas | Martinica | Montserrat | Porto Rico | Saint-Barthélemy | Saint Martin | Saint-Pierre e Miquelon | Sint Maarten

Conjunto dos Patetas de Língua Presa (CPLP)
v d e h

Países membros: Angola | Brasil | Cabo Verde | Dadrá e Nagar-Aveli | Damão e Diu | Goa | Guiné-Bissau | Guiné Equatorial | Macau | Maurício | Moçambique | Portugal | São Tomé e Príncipe | Timor-Leste

Intrometidos: Andorra | Croácia | Filipinas | Galiza | Indonésia | Malaca | Marrocos | Romênia | Ucrânia | Venezuela